IPI maior deixa caminhão da Mercedes R$ 100 mil mais caro

DIEGO MARCEL
Direto de Campinas

 

A Mercedes-Benz terá que renegociar cerca de 500 caminhões Actros já encomendados por clientes, após o aumento do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) para veículos importados anunciado pelo governo na última semana. Com a mudança na taxa, o preço do veículo, que é produzido na Alemanha, sobe cerca de R$ 100 mil.

 

"É dever do governo proteger e dar força para a indústria do País. O aumento da tributação é uma medida válida, mas, no longo prazo, pode fazer com que outros países fiquem mais interessantes (para as empresas). Acho que o Brasil está no caminho errado", disse Jurgen Ziegler, presidente da Mercedes no Brasil.

  

A partir de janeiro, o Actros será produzido em Juiz de Fora, em Minas Gerais, assim sua taxa de nacionalização ultrapassará os 70% (acima dos 65% requisitados pelo governo). Apesar da renegociação, segundo Joachim Maier, vice-presidente de vendas da companhia, a mudança na regra do imposto não teve grande efeito para a empresa.

  

Na última quinta-feira, o governo anunciou a elevação do IPI em 30 pontos percentuais para montadoras que não investirem em tecnologia, não produzirem veículos com pelo menos 65% de conteúdo nacional e não cumprirem pelo menos seis etapas de produção no Mercosul. A medida se destina a promover a inovação na indústria automobilística brasileira.

Fonte: site Terra:

© 2018 | Rastrolog Tecnologia Ltda - Rua EugenioJosé Reichert, 142 - São João - Itajai | (47) 3349-6006

Mapa do Site